Análise-Explicação: filme Donnie Darko

Filme produzido em 2001 que não emplacou como blockbuster em Hollywood. Mas acredito que isso aconteceu por ser um filme bem denso e psicológico.

Dirigido pelo “lunático” (elogio) Richard Kelly, produzido por Drew Barrymore e cujo ator principal é Jake Gyllenhaal (Donnie Darko), esse filme entra na minha top list definitivamente.

Não curte spoiler? Não leia o resto!

É um filme cujo ápice é o sacrifício do anti-herói, Donnie Darko. Aborda também temáticas como viagem no tempo e teorias de física quântica somadas às críticas em relação à igreja, o relacionamento familiar, a falta de preparo das instituições de ensino e a professores déspotas que impõe uma ideia sem notar o quão alienados e inerentes às regras da sociedade estão.

Vou explicar ponto por ponto, pois é preciso viajar para interpretar esse filme. Minha conclusão é que Donnie Darko viajou para o passado e para o futuro e, também, teve visões do futuro. Ele criou e viveu na prática o que os físicos chamam de PARADOXO, fazendo com que o EFEITO acontecesse antes da CAUSA e não o contrário como mandam as regras do universo.

Bom… vou deixar essa teoria viagem no tempo para o final pois exigirá mais reflexão. Começando…

Começa em 2 de outubro de 1988. A partir desse período, precisamente em 28 dias, 6h, 42 minutos e 12 segundos, o mundo acabará. Donnie Darko encontra uma maneira de prever o futuro e viajar no tempo. Ao fim, ele consegue, através do sacrifício próprio, mudar o destino.

Donnie Darko. Um adolescente recluso, confuso e esquizofrênico com problemas constantes na escola, além de ter uma relação isolada perante sua família, que o manda para terapia. Nas terapias, ele conta sobre o amigo imaginário Frank (um coelho macabro gigante) e que todas as suas atitudes são norteadas para um futuro já ESTABELECIDO – “Destino de Deus”. Tal destino, explica o por quê de, apesar de poder ver o futuro, ele não o pode alterar.

No mundo real, Donnie tem que conviver com uma professora de educação física que tem poder na escola e que, após assistir um vídeo de auto-ajuda, decide impor a ideia de que a vida se traduz em AMOR e MEDO. Uma figura que deveria servir de modelo e guia não está ensinando as crianças a refletirem de verdade, apenas “engolir” o que é passado. Obs: nome da Instituição: Middlesex.

Negligência e exclusão social

Cherita é uma chinesa “gordinha” e anti-social que protagoniza a atriz principal de uma peça na escola. Ao final da peça, é possível perceber que as pessoas se comovem por piedade, pois ela está fora dos padrões. Após essa cena, ela está sentada na frente do mascote gigante da escola chamado de “Mestiço”. Uma analogia psicológica e física (figura de um bulldog gigante – mesmo semblante). Para contrastar com Cherita, entram as Sparkle Motion (grupo de 5 meninas magras e bonitas que fazem coreografia no estilo cheerleaders e são ovacionadas). O grupo ganha classificação para dançar em Los Angeles, esse fator é decisivo para o filme, como será explicado no fim do texto.

Crítica à igreja

No meu ponto de vista, criticar a igreja sem criar bases sólidas é um tiro perigoso e injusto, principalmente, porque o cinema é uma forma de influenciar a opinião pública. Mostrar por 2x o topo de uma igreja no qual estão cravadas as palavras IHS com o símbolo da cruz acima é uma crítica vazia. (SHIT = merda)

A viagem no tempo

Cientificamente, com o conhecimento teórico de física que temos hoje, não seria possível viajar para o passado. Por que? A regra universal: o EFEITO deve acontecer após a CAUSA. Viajar para o passado seria dar possibilidade para acontecer o PARADOXO (contradição) e fazer com que o EFEITO acontecesse antes da CAUSA.

Viajar para o futuro demandaria abrir o chamado buraco de minhoca, um túnel que serviria de atalho para viajar pelas 4Ds (tal buraco existe mas é invisível ao olho humano, logo, o desafio seria aumentar o tamanho de um deles); a outra possibilidade para viajar para o futuro seria pegar uma nave que alcançasse quase a velocidade da luz.

De acordo com Einstein, se você ficar perto de algo que tenha uma quantidade de massa incrivelmente grande, esse objeto conseguiria afetar o tempo fazendo com que ele passasse mais lentamente em relação a alguém que estivesse mais afastado.

Levando em conta isso. Acredito que Donnie fez o impossível.

Ele encontrou uma forma de criar um buraco de minhoca e enxergar através dele o que iria acontecer. Ele enxergou que sua namorada Gretchen Ross (Jena Malone) seria morta pelo coelho Frank, que na verdade era o namorado de sua irmã. Percebeu assim que a única forma de mudar tudo e fazer com que o mundo fosse melhor, seria se sacrificando, pois se não tivesse conhecido  a garota, ela não morreria.

Ele encontrou uma forma de abrir o buraco de minhoca perto do avião que estava indo para Los Angeles com as Sparkle Motion. Por quê? Era a nave que precisava, embora estivesse longe de atingir a velocidade da luz. O buraco se abriu e na turbulência do avião, uma das turbinas entrou no buraco viajando para o passado e matando Donnie que escolheu ficar deitado no quarto.

O paradoxo: O efeito que no caso foi a queda da turbina sobre Darko, aconteceu antes da causa: abertura do buraco de minhoca. Se Darko morreu antes da abertura do buraco, quem abriu o buraco??

No entanto, essa explicação acaba com um pouco da graça do filme. Um filme é feito para criar diferentes interpretações e emoções. Kelly quis dar um ar místico para o filme, não se importando restritamente às leis da física.

O que prova isso?

Quando a turbina cai no começo, um zoom é dado no meio do objeto no qual pode ser visto o símbolo de uma espiral (significa evolução ou regressão e na versão dupla, pode ser traduzida como nascimento e morte).

Qual o papel dos professores de literatura e física, respectivamente, Karen Pomeroy (Drew Barrymore) e Kenneth Monnitoff (Noah Wyle)?

Os dois professores sabiam de algo sobre Donnie. Karen deu uma dica importante para que ele continuasse seguindo o “Destino de Deus” ao escrever e explicar o significado de “Cellar Door”. Por que Kenneth se negou a explicar mais sobre viagem no tempo e disse que poderia perder o emprego?? Ele não podia estar falando do emprego de professor, afinal, que sentido teria ter medo de ser demitido por explicar mais sobre física a um aluno interessado??

Outro ponto intrigante. Roberta Sparrow viajou no tempo também. Tanto que escreveu o livro A Filosofia da Viagem no Tempo. O fato dela abrir a caixa de correios todos os dias, era porque esperava a carta de Donnie. Ela já sabia. Teria sido ela quem abriu o buraco de minhoca que culminou com a morte de Donnie? Se sim, qual seria o objetivo dela???

Nossa… esse filme mudou minha vida na adolescência. Há muito tempo queria escrever minha opinião e interpretação sobre o mesmo.

Nota do filme: 10/10

About these ads

Sobre Albert Takahashi
Brazilian-Japanese, gratuated in advertising, home-broker, traveler, experiencialist, blogger, tweeter guy, youtuber, digital influencer, living/studying French in Montréal currently, analysing the human behaviour and its interaction with the social media.

68 Responses to Análise-Explicação: filme Donnie Darko

  1. XL disse:

    Muito interessante a possibilidade que você citou da Roberta Sparrow ter aberto o buraco da minhoca. Se esse for o caso -possivelmente- partindo de uma justificativa basiada em um master deus ex maxina, ela saberia q o Darko teria que fazer uma escolha de viver as tragédias sabendo que não poderia mudar “Destino de Deus” ou morrer, rejeitando o seu ‘futuro pré-determinado’. No fim ele opta por morrer, o que eu interpreto como algo muito mais significativo do que simplismente salvar as pessoas que morreram no seu “fim do mundo”. Quem sabe ao morrer ele não nega novamente o mundo e a sociedade cega e alienada a volta dele, se negando a viver os fatos pré estabelecidos assim como as normas pré ditadas a sua volta? Bom… O que não faltam são interpretações

    O filme é definitivamente uma obra única e perculiar no melhor sentido possível. Não só dentro das experiências sensorias e visuais além de todos os símbolos e códigos abordados que enrriquecem o tema principal e maqueiam a intensão central de forma sutil, tornando o contexto explorável e digno de interpretações variadas, como sinto que toda boa obra reguarda.

    Obrigada por compartilhar sua ‘análise-explicação’, ela foi significativa pra mim~

  2. Eu é que agradeço por enriquecer o post e o blog!!

    abs

  3. Raul disse:

    Creio que vc tenha sido infeliz no seu comentario sobre a Crítica à igreja, sendo que IHS na verdade é uma abreviação em Latim para Iesus Hominibus Salvatorem que significa: Jesus Salvador dos Homens.

  4. Raul, obrigado pela dica!

    Realmente, posso ter me equivocado. Mas ainda assim, acredito que tenha sido uma crítica à igreja de forma “mascarada”. Não sei como é nos EUA, mas eles costumam escrever a sigla IHS abaixo da cruz?

    Abs

  5. Raul disse:

    Não sei lhe dizer se nos EUA é comum a utilização da sigla IHS, não sou muito religioso,(rs) apenas ja tinha visto essa imagem e pesquisei a respeito a algum tempo.
    Dê uma olhada nesse link, tem a historia da sigla. http://www.jesuita.org.br/o-simbolo-da-cia-de-jesus-ihs/
    Mas concordo com vc; O filme carrega dezenas de criticas! É um filme extemamente enigmatico, e ainda existem ainda várias (re)leituras e reflexões há serem feitas!

    Abraço!

  6. Marcelo disse:

    Caro Albert,

    Assisti ao filme ontem e quero ver uma segunda vez para reparar mais detalhes.

    Gostei muito do seu texto e do seu raciocínio, quando fala que quem viajou no tempo foi a turbina. Isso se encaixou perfeitamente, pois no início ninguém sabia de onde a turbina havia surgido (a turbina viaja de uma para outra dimensão). No final aparece perfeitamente a peça caindo e desaparecendo após a turbulência.

    Inclusive há um funcionário da companhia aérea (o gordinho de vermelho) que aparece algumas vezes “espionando” Donnie. Era impossível para a companhia entender como a turbina haveria surgido no quarto do rapaz.

    Ok, agora sabemos que Donnie conseguiu enviar a turbina para o passado, através de um buraco de minhoca. Ok, temos início e fim encaixados perfeitamente. No entanto sigo com dúvidas sobre o enredo (meio) no que trata do aparecimento do coelho lhe indicando o futuro e indicando suas ações.

    1) Ele manda Donnie inundar a escola. Por esse motivo ele acaba conhecendo Gretchen.

    2) Ele manda Donnie incendiar a casa do palestrante pedófilo, que acaba preso.

    O que seria visão de futuro e o que seria esquizofrenia? Se o coelho aparece do nada só poderia ser esquizofrenia. Porém, é muito fácil ficar colocando a culpa na loucura sem tentar desvendar o resto.

    Li uma teoria que dizia que o filme todo se desenrolava apenas da criatividade de Frank (namorado da irmã de Donnie) que teria criado o coelho (aparece em seus desenhos). Nessa teoria o mesmo Frank teria sido abusado na infância pelo pedófilo, por isso pede que Donnie queime a casa.

    Espero poder contar com seus comentários.

    Um abraço.

  7. Marcelo,

    Grato pelas considerações e por enriquecer o post. O filme realmente tem partes desconexas, mas pelo conjunto da obra acho o mesmo no mínimo incrível.

    Teoria interessante a do Coelho Frank, mas, particularmente, não acho que tenha sido ele.

    Abs

  8. Massa! Gostei de todas analises/explicações aqui colocadas… a parte paradoxal foi o cume… Efeitos: inundar o colégio; queimar a casa; escolher morrer…
    Causas: Conhecer menina bonita; preder o pedófilo; anular todos os efeitos e causas além de cancelar a morte a menina bonita…

    Essa viagem de Causa/Efeito, Efeito/Causa, é linda, assim como todo o conteúdo do post!

    Parabéns Albert!

  9. Werner disse:

    Meus dois centavos:

    Eu acredito que Donnie estava deitado em seu quarto, viu o futuro pelo buraco de minhoca (pelo qual a turbina já estava passando) e decidiu ficar deitado. Nessa sua visão, ele é seguido pelo coelho que ele mesmo baleou, ou seja, que ficou (no fim da memória) marcado em sua mente (um trauma). O coelho o orienta porque o que ele vê é um misto de futuro e sua própria mente. Sendo assim, a única alteração real que ele fez na história toda foi ter ficado deitado. Pode ter sido a única coisa real que aconteceu mesmo (as pessoas no fim do filme percebem a mudança porque o seu futuro também mudou).

    Outra coisa, o professor fala que pode perder o emprego porque Donnie fala algo a ver com ter um poder que é de Deus. Então seria o emprego de professor mesmo, tendo em vista que a sua “namorada” (como mostra no fim do filme) tinha acabado de perder o dela por um motivo semelhante (ir contra princípios morais).

    Em relação à causa e efeito:

    Não sei como é exatamente na física, mas a relação de causa e efeito já não serve para explicar algumas questões envolvendo probabilidade. Eu fiquei muito surpreso, mas parece que já existe um consenso de que o “nexo causal” é um conceito que prejudica na hora de aplicar certas teorias. Pode ser algo útil só matematicamente… ou não. :)

    Grande abraço!

  10. Gustavo disse:

    Bom, como todo falam que o filme é aberto a interpretação, voy a me pronunciar por que achei conveniente.

    Eu acho que não foi nada desses negócios complexos e tals. Pra mim, ele nunca viu nada, o enredo foi apenas uma amostra do que seria se soubéssemos mesmo como viajar no tempo. O que passa na minha cabeça agora é que o autor do filme era um cara muito loco das ideia quando era pequeno, e de fato um cristão, por que a mensagem que se passa pela minha cabeça é a seguinte: (mals me repetir ._.) Ele (autor ou quem criou a história) está tentando mandar uma mensagem para todos aqueles que querem ter este poder de ver o futuro, por que isto daria uma escolha a quem visse o próprio futuro, aquele negocio de paradoxo lah, e consequentemente contradizer tudo o que é dito sobre deus, que ele controla tudo e a todos. Sei lah, minha cabeça é meia estranha, mas pra mim essa é a “moral” do filme, e tudo q aconteceu foi absolutamente nada, ele só morreu em um acidente de avião D:

    Se alguém quiser fala alguma coisa sobre o meu comentário perguntando um “então por que aconteceu [insira evento aqui] ?” ficarei feliz em quebrar minha cabeça :D na verdade, até me ajudaria a entender o filme um pouco mais, então se fizerem o favor ;*

  11. Werner disse:

    Na verdade, (vi depois) a história tá toda explicada no site oficial do filme. Universo tangencial, portador, água, metal, buraco de minhoca, viagem no tempo… pois é. É um filme sobre viagem no tempo mesmo. Confesso que eu preferia a minha explicação! :D

  12. Paloma Luna disse:

    O filme é muito bom mesmo. È uma pena que muitas pessoas não se deem ao trabalho de se ocuparam com “coisas” que as façam pensar, com coisas complexas como este filme. Um excelente filme que com certeza cairá cruelmente no esquecimento como Lost Highway, Firecracker e outras obras primas que foram feitas distantes desses padrões hollywoodianos de merda com esses romancezinhos horriveis.

  13. Anônimo disse:

    pence em tudo n sabemos d nada

  14. cara isso é uma coisa q mostra o quanto somos ridiculos o quanto n sabemos d nada mais com essas coisas evoluimos prescisamos de coisas assim mais pra isso tem q ter muitas mudanças tem alguem q n ajuda nisso e é um produto militar pence no que é …

  15. Douglas Klaus disse:

    Incrível tua resenha, parabéns (: Assisti o filme só uma vez, portanto, óbvio, verei mais algumas, mas é legal tentar analisá-lo de varias maneiras, com pontos de vista diferentes e a tua visão do filme é realmente muito interessante.

  16. Milk Shake disse:

    Esse filme é um filme digamos que complexo de entender, só entendi MESMO depois de ler isso adorei o filme :D

  17. Tamosauskas disse:

    Ihs não tem nada haver com shit. É umsímbolo jesuita, quer dizer ‘Iesu habemus socium”, que quer dizer, em português, “Temos Jesus como companheiro”.

  18. xxxvinniii disse:

    crente nunca sabe oq fala… procure se informar amigo…

  19. Inn Moura disse:

    Eu não acho que ele tenha aberto um buraco de minhoca para fazer a turbina voltar ao passado, isso não faz o menor sentido. A mãe e a irmã dele estavam naquele avião, se a turbina que o mata é a mesma desse avião, tanto o passado quanto o futuro do avião permanece inalterado. Acho que foi, na verdade, um sonho coletivo, se não tb não teria sentido colocar todas as pessoas envolvidas na história acordadas no meio da noite no final, lembrando do que sonharam, ele deixa bem claro, quando o Patrick Swayze começa a chorar ou o coelho Frank coloca a mão no olho, todos viram, inclusive Donnie, esse filme está mais para psicológico do que científico. Além disso, no livro da Roberta ela explica que a viagem tb pode ser feita por sonho.

  20. Tiago Rossi disse:

    Já vi o filme 2 vezes, uma depois de analisar o Nerdcast 311 (jovemnerd.com.br) e o seu post. Pelo conjunto da obra, acredito que Donnie conseguiu ver o que estava sobreposto. Quando ele vê aquelas coisas transparentes saindo das pessoas, eu acredito que seja o “destino de Deus” o rumo da vida para as pessoas. E como ele conseguia ver essa sobreposição, ele viu as consequências, os eventos que causariam aquele paradoxo. A turbina cai na casa dele naturalmente, e acho que ai que está a sacada. Depois disso, e dos avisos de frank (que eu acho realmente ser um amigo imaginário mas da dimensão morta) ele casou os eventos para criar o seu fim do mundo. sua morte. Ele acaba aceitando a a ideia e se sacrifica. Acho que o que vimos no filme são as variação dos universos. E não Donnie vendo o seu futuro e passado. Acredito que um Donnie de uma Dimensão começou a se comunicar com os seus outros Eus, e assim optou pelo seu destino final.

    ótimo post! E ótimo filme.

  21. Lucas Lima disse:

    Gostei desta explicação, eu acabei de assistir o filme e percebi que ele teve que escolher entre o amor e o medo, pois ele se sacrifica por amor (salvar sua namorada), deixando de lado a outra escolha que era o medo.
    Gostei muito do filme, ele traz muitas duvidas interessantes.

  22. Alguem disse:

    Queria ter tido essa educaçao que vc teve na adolescencia, nunca tive oportunidade de ver um filme desse ou ter esses tipos de reflexoes nesta idade. Hj com 22 por causa de uma greve na faculdade, posso pensar um pouco: ironico ter que parar de ir na facul pr refletir, hahha! Parabens!!!

  23. Diego/RS disse:

    Legal a discussão e todas as teorias aí do pessoal (gostei especificamente da de um amigo aí que diz que acha que Donnie só imaginou tudo aquilo)… mas acho que a ideia do filme é mais ou menos essa mesmo: não ter um “sentido único”, uma explicação única… deixar o espectador “construir” seu próprio filme…

    Ah, assisti também à edição do diretor (director´s cut), inclusive antes do original, e eles têm significativas diferenças, a director´s cut é mais completa… para quem não assistiu, aconselho que o assistam… talvez ajude a tirar algumas dúvidas (nessa edição do diretor, eles exploram mais o conteúdo do livro da sra. Sparrow – por sinal, seria ela também uma pirata, parente do Jack? : )

  24. natália disse:

    alguém sabe me dizer se aquela gordinha chinesa significa alguma coisa no filme? ela é uma personagem bem estranha…

  25. Ótima resenha! Consegui entender vários pontos que estavam faltando em minha mente, principalmente depois de solucionar os “puzzles” do site oficial do filme e de assistir alguns vídeos no youtube explicando o filme. Não sei se o que eu entendi também pode adicionar algo a sua postagem mas vamos lá…

    A sacada principal do filme é que existem dois universos: o “universo primário” que é esse que nós conhecemos e o “universo tangente” que é como se fosse uma réplica do nosso universo, que surge toda vez que “artefato” (no caso a turbina do avião) de origem desconhecida aparece no universo primário (turbina do avião no caso). Ou seja, o universo tangente só existe em um curto período de tempo, e apenas para receber esses “artefatos” de origem inexplicável, e ele irá entrar em colapso se o “artefato” não voltar seu universo primário. No caso, Donnie é apenas usado para trazer esse artefato ao universo primário e salvar a todos do colapso do universo tangente, pois ele é instável como dito antes. Além disso, as pessoas que morrem dentro de um universo tangente podem se contactar com o “escolhido” (no caso o Donnie) para tentar salvar nosso universo primário, é o caso do Frank que morre no final no filme, que na verdade já estava morto desde que a turbina caiu na casa de Donnie.

    Então na verdade todas essas premonições do futuro que Donnie tem são apenas “armadilhas” para que ele tome de volta a turbina do avião para seu universo de origem, evitando assim a colisão do universo tangente e salvando todo mundo. Detalhe que quando ele voltou no tempo ele se sente feliz por ter salvo a todos, e apesar de ser diretamente o responsável por salvar o universos primário, todas as pessoas ao seu redor que estiveram no universos tangente, tem lembranças através de sonhos de tudo que aconteceu, alguns sendo atormentados (Jin Cunnigham, professora de Educação Física) e outros se sentindo aliviados (Cheritta, o professor de física e sua esposa, Frank, etc.), isso explica por que no final do filme todos aparecem como se tivessem “lembrando” de tudo mesmo depois do tempo ter sido retrocedido.

    A parte mais emocionante de tudo na minha opinião é a nossa expectativa da Gretchen (namorada de Donnie) no final do filme quando um garoto pergunta pra ela se ela conhecia Donnie, o garoto que morreu por causa da turbina, ela demora um pouco e diz que não, pois a infelicidade é que nem todos tem a lembrança da experiência de ter vivido em um universo tangente, ou seja, ela foi uma das únicas que não se lembrou de nada, e isso é mais triste ainda, pois Donnie se sacrificou unicamente por ela, e não pelos outros que foram salvos de tabela, pois foi com ela que ele perdeu o medo de morrer sozinho.

    Se alguém não entendeu muito (ou nada) do que eu disse, veja este link com o livro completo da “Filosofia da Viagem no Tempo”:
    http://giama.files.wordpress.com/2008/02/the-philosophy-of-time-travel.pdf

  26. Filipe disse:

    Incrível galera como cada um tem suas visões e reflexões sobre o filme, um filme de 2001 até hoje causa tanta intriga e vertentes, eu realmente não tive a sacada que vocês tiveram sobre o tempoXespaço que o Donnie Darko teve, que tudo que ele fez foi para salvar aqueles que ele amava e principalmente salvar a sua namorada.
    Gostei muito do filme, achei ele muito complexo e que felizmente com a ajuda de vocês consegui compreender melhor o filme.

    Valeu pelas reflexões e que este filme é muito bom de ser ver e rever isso não há dúvidas!

  27. Mikhael disse:

    nao me sai dacabeca a hora em que a garota comprimenta a mae do Donnie no final do filme, eu to viajando muito nisso ou tem algo ai ?

  28. Eric disse:

    É madrugada, acabei de ver esse filme pela primeira vez, mas tenho que concordar com o Mikhael. Acho que tem algo aí sim. A expressão da mãe dele e da namorada, pelo menos pra mim, parece sugerir que ambas sabem de alguma coisa que poucas pessoas sabem (o pai dele, as irmãs e o menino da rua, por exemplo, não sabem). Ou será que é tudo só alucinação minha?

  29. Way disse:

    O trigrama IHS, em geral acompanhado do símbolo de um sol radiante e da cruz, está presente em muitas igrejas ao redor do mundo e não tem signicado em inglês. É uma sigla em louvor a Jesus; NÃO há, portanto, na combinação da cruz com as citadas letras, nenhuma mensagem subliminar negativa à Igreja. Antes de escrever alguma crítica, é bom fazer uma pesquisa, nem que seja na internet.

  30. Edye disse:

    A análise mais coerente é a do Décio Oliveira aí em cima, uma das poucas que são baseadas no “Philosophy of time travel”.

  31. Riva Felix disse:

    Acabei de assistir o filme muito bom. Li a resenha e todos os comentários e achei engraçado que tenho uma visão totalmente diferente, pelo visto sou o único.

    Donnie já estava predestinado a morrer em seu quarto, mas ele tinha medo de morrer sozinho, o que a “Vovó Morte” a qual era o “humano receptor” e ela estava predestinada a ajuda-lo “o morto manipulado” a se conformar com tal coisa, por isso ela ficava todos os dias esperando a carta dele chegar para poder lhe ajudar como lhe disse que todos morrem sozinhos, O vórtice que é citado se estende sua vizinhança. Ele tem que voltar ao universo primário que seria “que seria onde estávamos antes de nascer”.

    Os 28 dias era o tempo que ele tinha para aceitar a morte e no final quando chega a tempestade ele finalmente vai se libertar da existência terrena e irá para casa, como o próprio afirma, pois agora já entende que não pode ficar.

  32. Naiara disse:

    Não entendi como as pessoas ainda insistem em seguir por outro caminho que não a “viagem no tempo”, sendo que o próprio Donnie está envolvido nela.

    De qualquer forma, realmente concordo com boa parte da análise, com exceção do papel do coelhão no filme. Acabei de assistir o #nemfudendo sobre o filme (link: http://www.youtube.com/watch?v=cyHg49rLquo ) e levei também em consideração o que foi dito por aqui.

    Pra mim não faz sentido o coelhão voltar pra zuar com a vida do cara sendo que no final das contas o Donnie optaria por não deixar a namorada morrer anyway e aí ele simplesmente morreria no início e o coelhão ficaria vivo. Além disso, achei interessante a ideia de que o colhão possa ser o namorado da irmã do Donnie, mas também seria muita viagem para pouca informação fornecida. Além de tudo isso também tem o fato de que, se Donnie visualizou a wormhole em cima da sua casa ou em algum outro momento do filme, por que, afinal de contas, ele mesmo não voltou no tempo para tentar encontrar uma forma de criar uma nova timeline da sua vida, com ele dentro, com a gretchen e sem o tal do frank? Aí eu acho que entra o que nosso colega ali em cima falou sobre sua natureza rebelde e inconformada. Apesar de ter se apaixonado por Gretchen ele jamais deixou de ser um natural questionador das normas e da sociedade e sua morte (e sua gargalhada ao final) seria uma forma de zombar de tudo isso. Afinal, melhor morrer, salvar quem você ama e deixar uma mensagem (bem típica de um adolescente problemático) do que simplesmente continuar vivendo fazendo parte dessa babaquice, afterall. Voltando à questão do coelhão, após me questionar qual é realmente seu papel no filme e conjuntamente com o feeling que eu tive ao assistir, sem ter lido qualquer opinião de 3ºs, conclui que sua aparição poderia ser uma forma de fazer com que Donnie questionasse tudo aquilo que ele vivia, considerando a natureza rebelde de Donnie e que de qualquer forma o Coelhão sairia vivo independente dos atos de vandalismo. Para mim, o Colhão tem um papel político talvez, social sei lá, que faz com que Donnie se atente para a realidade em que está inserido e se aprofunde na teoria da viagem do tempo que ele está realizando. Se não fosse o Coelhão ter viajado junto com a turbina Donnie teria morrido de qualquer forma e ele nem teria existido! Então, o Coelhão o tira da cama para intensificar seu papel inconformado, para que ele busque entender o que está por vir e passe a mensagem final. Até porque no cinema o Coelhão pede desculpas para o Donnie pela morte da Gretchen, se ele quisesse sacanear o cara ele jamais faria isso. Por fim, gostaria de entender mais sobre o papel da velha.. certamente ela está mais envolvida do que o filme nos mostra. Vou ler o livro!

    Agora vou olhar o que o site do próprio filme nos diz e ver se essa opinião se modifica.. valeu galeris!

  33. paulo disse:

    Se não tivesse insistido em ir adiante por causa da trilha sonora, teria pensado que se trata de um daqueles filmes de escolas/adolescentes norte-americanos que nada tem a a acrescentar. A insistência rendeu seus frutos: o filme, enquanto forma de contar uma história, é muito bom. E a interpretação dos atores, à exceção de Patrick Swayze, também é. O conteúdo também é interessante: os dilemas dos adoslecentes, as respostas ingênuas às questões que lhes são postas, os dilemas da religião e da existência de Deus, a solidão e o desamparo, a pseudo-moral.. Apenas acrescentaria que este filme ficou melhor para mim quando o vi pela primeira vez e não busquei respostas: seria somente a morte e suas possibilidades. Afinal, a vida não exige resposta para todos os seus paradoxos, o caos é da natureza e sua ordenação é apenas uma necessidade humana. Daí que quando se observa, em uma segunda visita, que o filme se envolve com uma filosofia (se é que se pode chamar assim) de botequim, e que o próprio diretor, posteriormente, esforçou-se para fornecer respostas, tudo perde a graça …

  34. Lenine Guevara disse:

    Donnie apenas deu um sentido para o artefato do mundo tangencial (paralelo), uma turbina cair do nada não teria sentido, então Donnie “cria” as situações necessárias no mundo primário “real” para ter algum sentido a presença daquele artefato. Resumindo bem escrotamente, seria isso.

  35. jukct disse:

    Essa do IHS foi muito boa, haha. Que tapa na cara, hein? É o que dá chutar significados.

  36. Isabela disse:

    O que eu entendi foi o seguinte: Donnie Darko antes de voltar no passado, ele faz com que a turbina caia no quarto dele para poder anular eventos indesejáveis (a morte da Gretchen). Então quando ele volta para o dia 2 de Outubro, a turbina que cai no quarto dele nada mais é do que uma ordem dele. Ele ri confiante, sabendo que há um Deus (por conta dos destinos que ele vê), então não há em quê se preocupar e morre.
    A segunda turbina foi espontaneamente criada no universo paralelo, segundo o diretor do filme.
    Aqui tem a explicação oficial: http://www.donniedarko.org.uk/explanation/
    Quando eu terminei de assistir, eu tive certeza de que era isso tudo, mas precisei confirmar aqui na internet. rs Muito bom o filme!

    O problema da maioria das pessoas eu creio que tenha sido não ter se adaptado à ideia de Darko poder voltar ao passado e principalmente ter conseguido manipular isso, então insistem em outras teorias. Mas é isso mesmo, não é difícil de entender.

  37. Thiago disse:

    Acabei de assistir. Confesso que ainda não entendi qual é a desse coelhão, mas o que me deixa mais intrigado é aquele tchauzinho da gretchen pra mãe do donnie, aliás, é estanho ver a família toda chorando e mãe distante sem esboçar reação.

  38. Arthur Viana disse:

    O post de março de 2011 rendendo até agora é que eu acho demais =]

    DÉCIO, se tu podes me ouvir, por gentileza, me diga: de onde saiu aquele pdf? o.o

  39. Drumlord disse:

    Achei a sacada do IHS muito boa. Corroboro com o intuito.

    acredito que muita gente não tenha compreendido o que o autor da resenha quis dizer:
    A maneira em que o IHS está composto(com a Cruz antes do I) forma a palavra SHIT (merda, em inglês) ao contrário.

    Proposital ou não, é extremamente irônico.

  40. Filipe disse:

    Só lembrando que a Gretchen fala que o nome Donnie Darko parece de super herói, ele depois brinca: O que te faz pensar que eu não sou?
    Então nada nesse filme é por acaso, história cheia de detalhes que fazem bons quebra-cabeças e filmes excelentes como esse.

  41. Jozimar disse:

    Caraca Thiago, esse tchau foi o que me intrigou eu imaginei da seguinte forma, Donnie vê o coelho que na verdade é um cara comum, donnie salva a menina e o efeito é não conhece-la, mas e se depois da morte de Donnie a Gretchen for o “coelho” da mãe?(acabo de quebrar meu argumento, mas a mãe sem esboçar reação é de certa forma “comum”, a mãe não fumou em momento algum do filme provavelmente estava em choque)

  42. fernando castro disse:

    Gostei do filme, do tipo nota 7,0, trata-se da história de um esquizofrênico portanto não tem como ter certeza em nenhum momento o que é realidade ou não, além do que, é uma obra de ficção cientifica portanto não haverá necessariamente respostas lógicas para todas as lacunas lógicas do filme. A fotografia do filme também volta no tempo e lembra a fotografia dos anos 80 e os efeitos especiais são fracos para a época da produção. Li seu texto antes o que me motivou a assistir o filme cheio de expectativas, talvez esse seja o motivo da minha decepção. Esta é uma mera obra de entretenimento não entendo quando alguém diz que mudou a vida pós o filme.

  43. Miguel Paula disse:

    Na minha opinião Donnie nunca sai do quarto. O filme trata-se todo de um sonho onde donnie vê o futuro. Pois no final do filme mostram um excerto do livro do time travel onde diz que os capazes de viajar no tempo tem as suas visões durante os sonhos, e poucos se lembram. O que me ajudou tambem a montar esta teoria é, no inicio do filme donnie esta a ler no quarto e até manda a sua mãe embora, a seguir, em vez de continuarmos com a rotina do donnie observamos as insonias do pai dele, este levanta-se e vai ver tv onde acaba por adormecer, e depois temos um plano de donnie a dormir antes de aparecerem as datas. No fim quando donnie esta na cama a rir tem o livro na mesa de cabeceira. O que me faz pensar, que essa cena acontece enquanto, no inicio nos mostram o pai dele a ver tv. O seu sonho é o proprio time travelling. Eu acho que donnie nunca teve a opção de desviar a torbina. Simplesmente ele sonhou com um futuro, onde ele ainda fazia parte.
    As visões de frank ao longo do filme tratam-se de uma confusão no time travel, pois Donnie não tinha controlo no time traveling. O frank vai aparecendo ao longo do filme na cabeça dele, mas e como se ele viesse ainda de um futuro mais a frente( de onde ele mata a namorada de donnie). Como donnie não tinha controlo, vão acontecendo coisas de um futuro mais proximo e de um futuro mais longinquo, como se não houvesse propriemente uma noção temporal. Outra coisa que aprova esta teoria é a sua professora de Inglês na qual a sua história é identica é idêntica à da Roberta Sparow, pois eu creio que estas duas persongem sejam a mesma em tempos diferentes. O mesmo se aplica ao professor de quimica, este pode ser Donnie no futuro, para alem de ser ele que lhe dá o livro do time travelling, isso explica o facto de ele não querer falar mais acerca do assunto com Donnie.
    Em relação a ser um filme religioso, eu acho que o argumentista retrata a religião, no facto de cada personagem ter o seu Deus. ( Cherita – Donnie Darko | Professora de ginàstica – Jim Cunningham). Mostrando então que são todos agnósticos.
    Para concluir sou da opinão qeue Donnie não é Esquizofrenico. Mostra-se semprre à vontade de falar sobre o assunto, do frank e da sua cabeça. OS pensamentos de Donnie são pensamentos comuns de todos os adolescentes ( o que é o mundo, que fazemos nós aqui, etc…). Donnie era simplesmente um rapaz que pela sua curiosidade, levou esses pensamentos a um extremo. A própria psicolga dá-lhe comprimidos de placebo.
    Gostava de saber a vossa opinião em relaçao a minha teoria do Donnie Darko.
    Obrigado, cumprimentos

  44. Anônimo disse:

    Meu, sua interpretação do filme é excelente.
    Acabei de ver esse filme e, pelo fato de nada parecer claro quando parei para pensar sobre o mesmo, resolvi procurar uma explicação. Como disse, a sua é ótima, simplesmente por que abre ainda mais perguntas. Filmes assim deveriam ser passados nas escolas, sabe, para ensinar essa juventude perdida a pensar…

  45. Bom, queria dizer que adorei o post e gostaria de parabenizá-lo, além disso quero falar sobre algo que é comentado no post, a questão do professor se negar a falar mais sobre a viagem no tem porque poderia perder seu emprego pode estar ligado a questão religiosa, pois fica claro que todas as pessoas davam muito valor para a crença, prova disso é a psiquiátra de Donnie falando de Deus sem ao menos o assunto ter algo haver, quando Donnie fala em ficar sozinho ela logo liga a ideia de viver sem crer em Deus, então acredito que a questão do professor não diz respeito a um grande detalhe.

    Sobre a igreja acredito que o HIS realmente seja uma referência de protesto, até por ele bater de frente com a questão do povo alienado, mesmo eu não achando que todo cristao seja alenado

  46. Fábio Tadeu disse:

    Acabei de ver esse filme no Netflix, eu nao esperava que fosse tão bom. Vale muito a pena, vou recomendar com certeza!

    Engraçado, eu gosto muito de filmes que mexem com a cabeça, mas esse, me fez levantar da cama, ligar o PC e aqui estou comentando….. huahuahua

    Gostei muito da sua visão, da sua explicação, algumas coisas eu não tinha reparado, sobre a parte de mostrar a cruz e a igreja. Tem muitas mensagens ocultas nesse filme, mas você ficar encucado. O Tema é sensacional, o fato deles explorarem os Wormholes, comentar sobre Stephen Hawnking, sem contar que no começo do filme, se eu não me engano, a mãe dele que está lendo IT (A coisa), melhor livro que já li do Stephen King…. e no final, o amigo do Frank está vestido de Palhaço!!! Acredito que seria uma homenagem ao Parcimonioso do IT…. e o fato dele sempre estar envolvido em desgraças. Simplesmente GENIAL !!!!

  47. Caluê disse:

    Acabei de assistir o filme pela primeira vez. Na curiosidade de saber mais sobre o final do filme, vim aqui absorver um pouco de boa idéias e formular minha própria teoria.
    Eis a minha conclusão:

    Começando por algumas definições e detalhes.

    Tempo de Deus: Todo percurso que não pode ser alterado. (mais pra frente volto a falar disso).
    O buraco da minhoca no filme se torna um “único momento” onde a turbina do avião passa e ali algo pode ser alterado. Mas para cada ação realizada naquele momento, iriam gerar reações digamos em cadeia.
    Frank é a relação entre o presenteo e futuro na vida de Donnie, (talvez um acumulo de lembranças de ações ocorridas no Tempo de Deus).
    A vovó morte parece ter um papel direto na ligação entre passado e futuro, mostrando que Donnie já havia lhe entregue uma carta em um passado paralelo e como a morte dele não se concretizou, ela esperava uma nova carta.
    Cellar Door é uma frase famosa no idioma inglês, tida tanto por Edgar Allan Poe quanto por J. R. R. Tolkien como a mais bela frase, sonoramente falando, daquele idioma. E condiz com a porta do porão da vovó morte, soando como uma mensagem para que, se ele estivesse ali naquele momento, ele precisaria voltar ao passado e deixar a vida mais bonita.
    O buraco da minhoca era no céu, entre as núvens como apareceu por diversas vezes durante o filme.
    O fato do REINCIDENTE incendiário cometido por Donnie poderia ser uma lembrança do passado paralelo.
    A vaga lembrança das pessas após a morte de Donnie e o fato da Gretchen não ter nenhuma dessas lembranças se deve ao fato de no casa, nunca terem se conhecido.

    O filme começa e já mostra que Donnie havia voltado no tempo e se sentia feliz por isso. O motivo para ele ter voltado no tempo por duas vezes é claro: Salvar sua mãe, irmã e Gretchen.
    Provavelmente por que no passado anterior, alguma delas teria morrido. Como eu disse antes, a escolha dele voltar no tempo e sair de casa no momento que a turbina cair, desencadeariam em reações em cadeia, como a inundação no colégio e o incendio na casa do Cunningham, o que resultaria nas mortes de sua mãe, irmã e namorada.

    Eu gostaria até de dizer que o que se passa no filme é uma interminável tentativa de Donnie salvar todo mundo, mas sempre que voltava no passado, alguém morrer (mãe ou irmã ou a namorada ou as três, e que o fato das 3 morrem na tentativa por nós asisstido era uma maneira de mostrar como seria a morte de cada uma delas).

    Mas para não me contradizer, ele teria somente duas escolhas. Sobreviver ao acidente com o Tempo de Deus desencadear SEMPRE na morte das três, ou morrer e deixar um Tempo de Deus seguir com a vida delas.
    Alguns fatos que comprovam que ele já sabia como tudo iria acontecer: O furo no olho do Frank, a frase “que Deus cuide dela” antes da morte da sua namorada. A frase: “volte e diga para sua mãe que tudo vai ficar bem” ao amigo de Frank.”Cadela” ou “vadia” como ele chama sua mãe no começo do filme, logo após ter voltado a primera vez do passado para salvá-la mostra algum tipo de revolta por isso? A afirmação de que Cunningham era um Anti-Cristo, dentre outros.

    Abraços

  48. Décio Oliveira disse:

    Arthur Viana, esse PDF eu achei aleatoriamente na internet, mas tenho certeza que foi feito por alguém que gosta muito de pesquisa e do próprio filme, pois foi um dos documentos mais condizente com o próprio filme, inclusive a versão Director’s cut, e com o site oficial.

  49. Diego Ferraz disse:

    Olá Albert, boa análise! Vou assistir novamente para prestar atenção em alguns detalhes que você citou como a sigla próxima ao crucifixo. Em relação à dúvida que você teve sobre o professor não continuar a conversa com Donnie temendo perder o emprego, eu compreendi pelo lado de que provavelmente ele era ateu, opção comum entre os físicos, e que como professor, negar as opiniões de Darko sobre os “caminhos de deus” seria praticamente pedir demissão em um país onde reina o conservadorismo protestante como os EUA. Abraço!

  50. Diego Ferraz disse:

    Também fiquei intrigado com o final, em que a Gretchen e a Sra. Darko (que aparenta já estar preparada para aquilo) acenam uma para a outra. Teria Donnie revelado algo a sua psiquiatra durante as sessões de hipnose que chegou ao conhecimento de sua mãe? A frase que Darko diz para o irmão(?) do Frank demonstra que ele já havia premeditado o que viria a ocorrer: “Diga a sua mãe que tudo ficará bem”.

    Por outro lado quando ele diz que cometeu o incêndio e a inundação para Frank por gratidão por ter salvo sua vida, derruba a possibilidade de premeditação. Aí ficaria mais provável o argumento exposto em um dos comentários acima, de que ele precisava entender que devia aceitar sua morte para que as coisas ficassem bem, e na ocasião desta conversa com a psiquiatra ele ainda estaria confuso sobre qual era o grande plano. Se Donnie soubesse de algo neste momento teria contado, assim como confessou os atos de vandalismo. Aí fica a dúvida: na ligação que a psiquiatra faz para a casa dos Darko durante a festa seria para contar à mãe de Donnie sobre os atos confessos de vandalismo ou sobre algo maior que ele teria revelado?

    Em relação às regras da física, acho que ao buscar embasamento científico para tentar entender uma ficção por completo faz com que a mesma perca a graça. O legal deste filme é que permite a cada um encontrar significados diferentes e com total sentido sobre o enredo, mas ao mesmo tempo nos intriga a saber se estamos certos. Em minha opinião isso poderia ser uma analogia a um dos principais temas presentes no filme: a existência ou não de um deus, o agnosticismo que faz com que os personagens do filme não saibam se a explicação que eles tem é a verdadeira, despertando o interesse por outros significados, assim como estamos fazendo aqui.

  51. Samy disse:

    Gastei mais tempo remoendo esse filme na minha cabeça do que assistindo de fato :). Enfim, realmente é um filme muito interessante, que no mínimo te faz pensar (o que já é bastante no atual cenário de alienação alimentado por holywood), e só por isso já vale muito a pena.

    http://www.donniedarko.org.uk/explanation/
    Para todos aqueles que ainda estão tentando entender, ou acham que já entenderam, esse link aí de cima é realmente bom, bastante esclarecedor, acho que liga todas (ou pelo menos a maioria) dessas pontas soltas do filme…mas o interessante nesse tipo de filme é imaginar, criar suas próprias teorias, quebrar a cabeça tentando entender, fazer algo que não estamos acostumados a fazer: sair do comodismo!

    Falando um pouco do texto do link acima, o filme gira em torno de três princípios básico:
    PU = Primary Universe (The Universe we exist in now)
    TU = Tangent Universe (The parallel Universe that most of the film is set in)
    PoTT = Philosophy of Time Travel
    E a maior parte do filme se passa no TU, e todos os eventos que acontecem são para guiar Donnie à sua morte para evitar o colapso do TU e poder voltar ao PU, que de algum modo estava pausado enquanto os eventos no TU aconteciam e aonde as pessoas que ele ama estariam a salvo…Enfim, vale muito a pena ler esse texto, ele te faz ficar ainda mais fascinado pela história, a explicação dele sobre a vovó morte é muito interessante!!!

    Sobre o tchauzinho no final, que pelos comentários percebi que não foi só na minha cabeça que causou intriga e me fez levantar mil e duas teorias a respeito, aí vai uma parte do texto do link acima que explica:

    “Even though the last 28 days never actually happened some of the Manipulated will be haunted in their dreams by their experiences within the TU.
    There are bits of evidence to prove this. Frank touching his eye in the final montage AND GRETCHEN WAVING TO DONNIE’S MUM proves that some of the characters have some knowledge of what happened within the lost world. ”

    ps: the manipulateds que são citados aí em cima são basicamentes todos os personagens do filme que, de acordo com o texto, são manipulados para guiar o escolhido (o Donnie) para o cumprimento de sua missão.

  52. Thiago de Campos disse:

    Adorei o post, me ajudou a entender algumas coisas do filmes e melhorar minha percepção de alguns conceitos!

  53. basicamente oque eu percebi lendo sua resenha e os comentarios foi que o filme se passa no mundo tangencial, e que o objetivo de donnie era salvar o mundo levando a turbina do aviao de volta para o mundo primario, o coelho existe para servir de guia, uma especie de ajudante que faz com que donnie queira salvar o mundo, a chave pra entender o filme esta no livro de roberta sparrow sobre a viagem no tempo, em relçao ao paradoxo da morte de donnie, faz todo o sentido ja que quem morre é a sua existencia no mundo primario e nao o “donnie ddo passado” como dito na resenha, a questao do filme não é a viagem no tempo mas sim a existencia de diferentes mundos!

  54. Diógenes disse:

    Na verdade para se entender melhor este filme sugiro que vocês leiam nestes links: http://www.donniedarko.org.uk/explanation/
    http://www.donniedarko.org.uk/philosphy-of-time-travel/

    Os links estão em inglês, mas realmente deixa tudo mais claro, por exemplo a namorada dele Gretchen e o coelho Frank fazem parte dos mortos manipulados como consta no capítulo “The Manipulated Dead”. O livro (fictício) que Donnie recebeu do professor foi escrito pela vovó morte (Roberta Sparrow) chamado “The Philosophy of Time Travel” (A Filosofia da Viagem no Tempo), nele Donnie percebe que há os vivos manipulados que lhe ajuda a entender seu destino dentro de uma Ensurance Trap um tipo de (Armadilha de Segurança) feita pelos mortos manipulados e vivos manipulados, sendo Donnie Darko o Living Receiver (receptor vivo) de toda esta situação de que mundo acabará se ele não fizer nada, pois inexplcavelmente houve um universo tangente paralelo ao universo primário, lembrando que este universo tangente foi aberto antes da turbina do avião cair no quarto de Donnie Darko e antes também do coelho Frank aparecer lhe avisando sobre a contagem para o fim do mundo. Apenas Donnie Darko por ser o receptor vivo pode evitar o fim do mundo, e isto é visível quando ele no fim do filme ao usar telecinese envia o artefato (turbina de avião) pelo portal do tempo diretamente ao dia 2 de outubro. Abraços e confiram os links, lá contém toda informação até das fontes originais do diretor do filme!

  55. ? disse:

    Que filme foda,sobre a turbina,na cena final onde Gretche e morta da para ouvi um avião passando,seria essa turbina deste avião que viajo no tempo?

  56. Portus disse:

    Tudo foi uma construção da mente dele após o acidente, nos últimos momentos de vida cerebral de donnie, para aceitar a morte ele criou essa história, em que viver sozinho era pior que a morte, assim, acreditando que estava salvando todos com sua morte, ele pode morrer em paz.

  57. Marcelle disse:

    Filme bom, creio que ele realmente via o futuro, algo haver com realidades paralelas, ele chegou até o fim, e mudou o próprio destino, o avião em que sua mãe estava naquela realidade perdeu a turbina e caiu na outra realidade em que Donnie não tinha essas visões e ficara no quarto, assim mudando o rumo da historia, e sua namorada não morrera, porem não o conhecera também.

  58. Sérgio Góis disse:

    Eu tenho a impressão que esse filme vai habitar minha especulações até o fim de minha vida.
    Uma coisa que eu não vi ninguém comentar, foi que a figura do coelho e o túnel ser uma menção a “Alice no País das Maravilhas” (o coelho e sua toca), que é muito utilizado como analogia nas discussões sobre viagens no tempo e buracos de minhoca. Um exemplo disso é a série de documentários chamada “Quem Somos Nós”.

  59. Sérgio Góis disse:

    Eu tenho a impressão que esse filme vai habitar minhas especulações até o fim de minha vida.
    Uma coisa que eu não vi ninguém comentar, foi sobre a figura do coelho e o túnel ser uma menção a “Alice no País das Maravilhas” (o coelho e sua toca), que é uma forma muito usada de analogia nas discussões sobre viagens no tempo e buracos de minhoca. Um exemplo disso é observado na série de documentários chamada “Quem Somos Nós”.

  60. Janisson disse:

    Assisti à este filme ontem, e ao terminá-lo fique completamente perplexo, são poucos os filmes que me deixam assim, vim direto pra internet saber as opiniões do pessoal que o assistiu. Eu tenho uma paixonite por ficção, sou suspeito pra falar mas essa obra ligeiramente entrou pro meus filmes favoritos! Falando sobre enredo, concordando com a analise, creio que o protagonista realmente tenha dobrado o tempo e por assim dizer, mudado seu próprio destino, com as visões e a ajuda do livro feito pela Roberta (Vovó Morte), ele tenha conseguido de alguma forma viajar no tempo. Com certos acontecimentos surreais que vinham acontecido, Donnie foi entendendo o motivo pelo qual foi escolhido e decidiu usar o buraco de minhoca criado por ele, para enviar a turbina do avião que a mãe e a irmã mais nova estavam, para o passado que culminaria na morte do mesmo, evitando assim os destinos trágicos das pessoas que ele ama. A questão do paradoxo entra, claro, assuntos sobre tempo-espaço sempre deixam pontas soltas para nós usarmos a nossa imaginação para interpretar. Se o portal foi aberto por ele no futuro, e causando sua própria morte no passado, quem de fato abriu o portal? Não descarto a teoria de ser a Vovó Morte como o Albert citou na review, afinal, ela criou um livro abordando esse assunto, e de fato aconteceu alguma coisa para ela deixar de ser freira e dar aulas sobre ciência na Middlesex tão bruscamente. Não descarto também, dele ter tido apenas um sonho sobre tais visões e nada realmente aconteceu, até porque ele tem/tinha tendências esquizofrênicas, problemas emocionais e etc… É uma total questão de interpretação, filmes desse tipo, que nos deixam essa margem para podermos imaginar de forma que quisermos me fascina. Vou ter que vê-lo novamente porque quero prestar atenção nos MUITOS DETALHES que o filme apresenta, e olha, eu não sou de comentar minha opinião em sites, fóruns, etc, mas essa obra me ORDENOU a postar, porque achei simplesmente BRILHANTE. Urfa, chega, escrever jornal também já é demais, -pera, os roteiristas merecem! :D

  61. Felipe V disse:

    fatos: A gordinha gostava do Donnie,e ela sofria por isso, e ele soube disso quando ele viu o nome dele no caderno,ele influenciava de alguma maneira todos ao seu redor, no começo do filme ele acorda e da um sorriso, então nesse começo ele já veio do futuro, o Frank na verdade era um dos caras da festa de Halloween,que fez uma fantasia de coelho e foi com ela para a festa, e morreu baleado por Donnie,Frank é morto no futuro, e volta como espírito para tentar fazer donnie mudar a historia e evitar que o frank seja morto, o filme é sobre a perspectiva de frank e Donnie, ele ficava com a roupa de coelho porque ele foi morto com ela,è frank que muda o destino de todos e não o Donnie

  62. Fabio disse:

    Ta quase la amigo! A questão é. SIm ele viajou para o passado, e não para o futuro. Sim eu sei, é fisicamente impossível, matematicamente.
    mas se tu reparar, o livro que donnie pega da freira nao fala sobre mecanica quantica ou algo do genero e sim sobre filosofia da viagem no tempo.
    Então não quer dizer que a ideia seja realmente o efeito antes da causa.
    E só mais um detalhe, paradoxo meta-fisico surge quando tomamos uma decisão, onde abrimos um leque para possibilidades infinitas e inimaginaveis niveis de importancia no curso historico do mundo, criando assim bifurcações temporais, onde surgem universos paralelos….
    e por ai vai ou seja, resumindo.
    Eu falei a mesma coisa que tu e tu a mesma coisa que eu. Pois quando se esta no futuro e se viaja para o passado, tem-se o efeito antes da causa pra ti que veio do futuro mas não pra ti do passado. A tua visão e vendo o donnie do passado a minha vendo o donnie do futuro. (:

  63. shing0yabuki disse:

    bem legal a análise acho que faltou falar só sobre o livro e a importância que ele teve sobre o impacto do Donnie sobre as pessoas que foram influenciadas por ele

  64. A beleza do filme está justamente aí!
    São exatamente todas essas possíveis interpretações que fazem de Donnie Darko um filme singular! Por mais que exista a interpretação correta por parte dos criadores – a verdadeira intenção por trás do filme – uma enorme parte das interpretações por parte de quem assistiu o filme acabam tomando um rumo no qual se sustentam por argumentos incrivelmente diferentes.
    Pesquisando um pouquinho, achei várias e várias análises sobre o filme que são incrivelmente boas, e diferentes! Tudo no filme acaba deixando quem o assistiu um um nó na cabeça, desde o período ’28:6:42:12′ até teorias de tempo complexas no que diz respeito à Física.
    Algumas coisas no filme podem fazer (ou não) sentido para alguns, mas a maneira de como todos os elementos do filme são dispostos é o que realmente me fascina toda vez que eu assisto Donnie Darko. Masterpiece.

  65. Tiago Mazzini disse:

    Uma interpretação particular minha seria:
    Aquele ‘vórtice’ que guia o destino das pessoas, o ‘livre-arbítrio’ que emanava do coração de cada pessoas. Seria explicado por uma parábola de Jesus: A parábola do ‘jovem rico’.
    -Queres as coisas desta terra ou a mim? Eu estou sondando os corações e o seu coração é como uma âncora, lance o seu coração em mim, pois aonde estiver o seu tesouro ai deve estar a sua âncora (coração)… “Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração” Mateus6:19-21
    Este é o momento da decisão, em que os chamados serão escolhidos. E uma história um tanto quanto mística. Que engloba uma esfera além da nossa total compreensão. Mas que por nossas pequenas escolhas será escrito grandes destinos eternos. No final donnie darko de certa forma foi guiado a escolher a ‘redenção’. Novamente voltando para uma parábola de Jesus que diz: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
    Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.Lucas 9:23-24
    Donnie Darko perdeu Sua vida e ao mesmo tempo a salvou.
    Jesus se identificava como o governador do universo, cuja pessoa que depositasse seu existir nEle teriam seus destinos alterados para a vida Eterna na outra dimensão do Universo. Assim como nós todos temos o ‘pecado’ nos guiando para o buraco negro, Ele se dispos a mudar esse destino. Este é meu ângulo de visão do ponto que eu conheço.
    Abraço

  66. Luna disse:

    Concordo com as análises do Décio Oliveira e do Riva Felix, foram as mais próximas do que entendi do filme. Só acho que as lembranças das pessoas também se traduzem em sensações do que aconteceu, desse modo a Gretchen (namorada do Donnie) tem uma sensação de que conhece ele mas não sabe o motivo. Como se o nome dele, aquela local, fosse algo familiar para ela.

  67. Paulo Henrique disse:

    este seu post foi fantastico.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 28 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: