Análise de mercado: Qual o futuro dos sites que oferecem serviços de compras coletivas??

Os sites de compras coletivas já eram uma verdade nos EUA antes do Peixe Urbano começar sua história no Brasil em 2010.

Hoje muitas pessoas já conhecem e fazem uso desses sites com ofertas antes inimagináveis. A consequência de um serviço que dá certo é ser analisado por investidores e outras empresas para ser copiado (benchmarking).

Os maiores players do mercado atualmente são Groupon e Google (Embora não tenha lançado o serviço no Brasil ainda). O Facebook será um dos maiores players. Você deve estar se perguntando… Facebook e Google?


Pois é… O serviço deles é diferente, mas se você levar em conta que o que faz esse tipo de serviço dar certo é o boca-a-boca (WOM) online/offline somado ao desconto oferecido e que Google e Facebook tem uma presença digital fortíssima, difícil seria imaginar se eles não entrassem nesse mercado competitivo.

O Facebook por exemplo, tem mais de 600 milhões de usuários. Olha só o potencial no que se refere à cobertura e atingir o público-alvo (target).

Hoje, no Brasil, é possível encontrar muitos sites que optam pelo nicho, pois é muito difícil concorrer com a base de clientes de um Peixe Urbano, Click On, Groupon.

Mas ainda existe potencial no mercado?

O potencial do mercado, na minha opinião continua bom. De acordo com o e-bit por exemplo no Brasil já existem 1,2 mil sites de compras coletivas (acredito que estejam incluídos os de nicho também). Além disso, dos 61% dos consumidores virtuais que disseram conhecer o serviço, 49% afirmaram ter feito compras – dados de 22/03/2011.

Levando em conta isso, podemos analisar que existe um share a ser conquistado. Mas como analisar esse pontencial? Fazendo perguntas convenientes.

1. Quantos setores existem no Brasil? Exato. Investir no NICHO é uma boa ideia!

2. Quantas promoções cada um desses 1,2 mil sites podem fazer por ano? Faça uma conta básica chutando que cada uma conquistará 20 parcerias por mês. O número é exorbitante e intimidador, no entanto, uma empresa que faz parceria com um site, pode fazer parceria com outros após o término da promoção. Ou seja cria-se um ciclo.

Quem sai ganhando nessa acirrada concorrência é o consumidor. Porém, uma hora ou outra, como regra de mercado, somente os mais “profissionais” e criativos sobreviverão, afinal, concorrência existe para balancear o mercado. E como provado, excelência, não-acomodação e honestidade são princípios básicos para o sucesso de qualquer empresa.

E agora, posso colocar minha pergunta. Qual o futuro deste serviço levando em conta à velocidade e concorrência?

As empresas vão começar a criar seus próprios setores de compras coletivas. Por que? Porque poderão ficar com todo o lucro bruto em vez de 50%. Porque para uma empresa com boa saudabilidade financeira, não é preciso investir muito para criar esse serviço. Porque poderão criar uma base de clientes próprias e awareness, além de poder fazer o advertising somente da própria empresa. Porque tem a vantagem de não precisar de uma equipe de vendas para prospecção.

Imagine uma Unilever fazendo promoções semanais de seus produtos. Coloca-se um limite mínimo de participantes e também um limite de tempo para validar a promoção. A equipe de vendas no caso, serão as redes sociais corporativas da empresa. Além disso, poderão alinhar isso com ativação. Colocando informações nos pontos-de-venda por exemplo. Ideias para desenvolver a comunicação não faltam!

Outra tendência que essa perspectiva leva é que, se no futuro, as empresas começarem a criar setores internos com serviços de compras coletivas, os sites que oferecem esse mesmo serviço terão que focar em empresas de serviços/produtos pequenas e médias que não tenham o know-how ou dinheiro para implantar esse projeto.

Anúncios

Sobre Albert Takahashi
Brazilian-Japanese, gratuated in advertising, home-broker, traveler, experiencialist, blogger, tweeter guy, youtuber, digital influencer, living/studying French in Montréal currently, analysing the human behaviour and its interaction with the social media.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: