Você já fez um amigo hoje? #diganaoainercia

Depois de muito tempo sem postar, retorno ao blog por encontrar um assunto que vale a pena ser repassado e que me motivou a sair da inércia.


O assunto:
Publicitário “louco” cria ação social DIGA NÃO À INÉRCIA.

Autor: Fernando Conte

Porque é interessante? Acredito que o ser humano exista para aprender, ensinar e interagir para criar um lugar ideal, no entanto, o sistema que criamos e escolhemos não nos possibilita fazer isso na íntegra e, ao contrário, nos pressiona a viver o tempo todo em “rebeldia”. Um sistema no qual estar acima hierarquicamente é mais importante do que tudo, um sistema que prega a ascensão individual acima da coletiva, um sistema no qual ética e caráter, por muitas vezes, são considerados detalhes.

Contra isso, existem os chamados “loucos”. Pessoas que têm coragem de transformar uma teoria a favor do social e adotá-la na prática com um objetivo muito bem estabelecido e sincero. Uma dessas pessoas é Fernando Conte. Sinceramente, não o conheço e nem sei se as razões deles são realmente as que ele descreveu, mas quem sou eu para julgar? Mesmo que a intenção dele seja ganhar conhecimento midiático ou dinheiro no final, o que importa é o resultado e a atitude de criar algo que possa gerar um pouco de “caos” no ciclo do sistema atual e incitar uma reflexão mais profunda da nossa existência, gerando assim resultados significativos no futuro.

(No meu caso, tal ação me motivou a voltar a escrever para disseminar tal ato. Afinal, apesar de acreditar no que Conte disse, assumo que não tenho disposição para fazer dos meus pensamentos idealistas uma realidade – sim, podem me chamar de hipócrita e paradoxal, mas meu objetivo aqui é fazer o “mínimo” para ajudar. E me lembro de uma frase que uma amiga disse certa vez: “mais louco é quem tenta viver sóbrio, num mundo de loucos”).

Enfim, convido os que puderem fazer ao menos “o mínimo” para ajudar a ação, pois em longo prazo, pode sim dar certo!

Abaixo, posto o texto original que li num dos feeds do Facebook que recebi:

Olá,
Meu nome é Fernando Conte, tenho 24 anos, sou publicitário, nasci e vivo em São Paulo.
Ultimamente tenho pensado e refletido muito sobre o que acredito e o que estou disposto a fazer para sair literalmente do meu estado de Inércia.

E a resposta para estes questionamentos não é uma coisa simples de saber. Ainda estou batalhando, mas sinto que já consegui ter resultados fantásticos.

E estou aqui hoje para compartilhar com vocês uma experiência maravilhosa que tive nesta quarta feira, dia 23/05.

Para sair da minha Inércia, resolvi ir para a Av. Paulista e conversar com as pessoas, saber como estava o dia delas e se eu poderia fazer algo para ajudá-las.

Na realidade, queria estar disponível para conversar com elas. Mas como fazer isso? Leia mais deste post

Minha lista dos melhores comerciais do Super Bowl XLV

Tudo bem… a Christina esqueceu parte do hino americano, tudo bem que um monte de gente achou o show do Black Eyed Peas fraco. Continuo achando que esse Super Bowl foi um dos melhores. Aqui apresento minha lista dos melhores comerciais na minha opinião. Alguns perfeitamente claros e alinhados aos produtos como no caso da AT&T, outros provando que não é preciso colocar sempre mulher gostosa em propaganda de cerveja pra ser criativo.

Concluindo, acredito que se o comercial é original e te emociona de alguma forma (pode te fazer rir, chorar ou etc.), ele consegue o impacto necessário para que você no mínimo se lembre do comercial, ou seja, há uma probabilidade maior de você se lembrar da marca, caso a publicidade não esteja tão bem alinhada.

Leia mais deste post

A “casa caiu” para o BlogBlogs: fazendo + 1 órfão

Estava dando uma atualizada nos links do meu blog e fui procurar conteúdo relevante no BlogBlogs (Indexador de blogs brasileiro muito popular).

Fazia um tempo que não o visitava para falar a verdade e por isso fiquei espantado ao perceber que o grupo encerrou seus serviços na véspera de 2011. Li um artigo no Sequelanet que explicou o contexto e motivo pelo qual “a casa caiu” para o Blogblogs.

Leia mais deste post

De “Joneses” e humanidade, todo mundo tem um pouco

Se você não curte spoilers ou não assistiu esse filme, não leia o resto desse texto. Assista o filme!

Do que se trata: o puro “American Way of Life”; sociedade de consumo; capitalismo.

Os “Joneses” são uma família simulada, ou seja, são uma família, mas de aparências. Uma empresa monta unidades compostas por pessoas aparentemente perfeitas. Um marido, uma esposa e um casal de filhos. Todos são charmosos e populares. O trabalho deles? Vender o estilo de vida americano.

Leia mais deste post

New York 4: Análise dos americanos e o Intrepid

Minha visita ao Intrepid aconteceu por acaso. No ônibus da companhia de turismo chinesa – Wonder Travel – eu e meus amigos soubemos que deveríamos comprar pelo menos 3 atividades. Como dito em outro post anterior, escolhemos a Estátua da Liberdade, o Rockefeller Centre e, meio que por falta de opção, visitar o museu Intrepid Sea-Air-Space.

O Intrepid ou “The Fighting I”, é um encouraçado gigante construído durante a Segunda Guerra Mundial pela Marinha norte-americana. Além de combater os japoneses na região de Pearl Harbor, foi usado na Guerra do Vietnã – servia também como base para aviões de guerra.

Leia mais deste post

Canadá 9: “um pouco de Toronto”

Minha primeira recomendação se você está planejando conhecer Toronto é: não faça o tour de 1 dia, pois conhecer uma cidade grande como tal, certamente, não se resume a visitar a velha e a nova prefeitura (que ficam lado a lado) e subir o CN Tower (visão panorâmica da cidade a 100 metros de altitude.

A primeira impressão foi boa… parecia uma cidade grande americana, porém sem congestionamentos de carros ou pessoas, talvez, por ser um domingo… vai saber…

A primeira parada com a “Wonder Travel” foi na prefeitura. O turista nos disse que teríamos 30 minutos para fotografar tudo. Então ele apontou e disse: “Bom… essa é a nova prefeitura da cidade e, aquela, do outro lado da rua, a velha”. Interessante esse fato, pois quando você viaja, em teoria, você está disposto a conhecer e aprender o máximo sobre o lugar. Pensando nisso, me perguntei se Toronto não teria lugares “mais culturais” e interessantes para conhecer – aposto que não fui o único a questionar isso.

A velha prefeitura é muito mais bonita. Rústica… chegando perto da nova, encontrei um grupo de asiáticos dançando break. Me lembrei dos meus irmão e alguns amigos que costumavam dançar em SP.

A vista de cima é deslumbrante como toda torre turística. Acredito que o cume atinja quase 500 metros, mas só pudemos subir até um pouco mais dos 100 metros de altura. Lá em cima há uma área de vidro no chão, de uns 8m quadrados, na qual é possível enxergar “lá embaixo” (o vidro suporta o peso de alguns elefantes).

Vídeo com fotos do que conheci da cidade, prefeituras e visão do CN Tower:

CN Tower visto de fora e de baixo para cima:

Estudo de caso: Madoff e o esquema da pirâmide ou ‘Ponzi’

 

Quem não se lembra do caso Bernard Madoff (ex CEO da NASDAQ)?? Uma da maiores fraudes da história em 2008. Logo depois surgiu Túlio Vinícius Vertullo, apelidado de ‘Madoff brasileiro’ – embolsou cerca de R$ 100 milhões de mais ou menos 1000 investidores. O caso mais recente aconteceu em Minas há 1 semana, neste, o empresário e criador da Firv, Thales Emanuelle Maioline, enganou 2000 pessoas e sumiu com R$ 50 milhões.

O que os casos têm em comum?

1. Esquema de pirâmide ou esquema ‘Ponzi’ (nome de um dos pioneiros da ‘arte’, Charles Ponzi). O que é o esquema?

Leia mais deste post

publicidade em blogs: qual é o preço da sua opinião? (via De Chanel na Laje)

publicidade em blogs: qual é o preço da sua opinião? – Olá, gostaria de saber se a sua opinião está à venda.- – Vou lhe mostrar a minha tabela de preços, senhor. – Vários leitores me sugeriram que eu escrevesse um post sobre a publicidade nos blogs. Por ser uma realidade nova tanto para blogueiros como para empresas e agências, muitas pessoas ainda não sabem como lidar muito bem com ela, o que não deixa de ser compreensível. Só que essa realidade também é nova para os leitores dos blogs, e esse é u … Read More

via De Chanel na Laje

Análise-Explicação: filme A Caixa – The Box

1. Português

2. En Français – Analyse du film: «La boîte» (Descends la page pour lire)

3. In English – Analysis of the movie: “The Box” (roll down to read)

____________________________________________________________________________________________

Trailer Filme A Caixa Legendado Portugues

Ao saber que o filme era do mesmo diretor de Donnie Darko, criei uma expectativa bem positiva, embora um amigo já estivesse dizendo há meses que o filme era uma merda. Conclusão final: o filme é bom… Sensacional?? Nem ferrando. É um filme bem denso, faltam alguns links em algumas partes, mas prende sua atenção do início ao fim, devido a quantidade de mistérios e as boas atuações de James Marsden e Cameron Diaz, protagonistas.

Obs: Se você planeja assistir o filme e não gosta de spoiler, não leia o resto!

Acho que Richard Kelly (diretor e roteiro) quis dar uma lição moral às pessoas. Na parte final, o personagem de Frank Langella olha para a tela como se estivesse dizendo ‘cuidado com as escolhas que você faz’ e ‘tudo tem consequências’. Sobretudo, pareceu uma crítica ao sistema e ao modo de vida atual, pois a trama se desenvolve em cima de um dilema moral. Você aceitaria apertar um gatilho (botão) e matar um desconhecido em troca de US$ 1 milhão – tax free??

Leia mais deste post

Marketing pessoal CQC (custe o que custar)

Vou escrever sobre 2 cases recentes que me fizeram pensar sobre a manipulação e o mkt pessoal.

1. Hugo Chavez diz que o capitalismo deve ser combatido e que tudo deveria voltar a ser feito na base do ‘escambo’ ou da troca. Não é novidade alguma o presidente da Venezuela vir a público e atacar o ‘demônio’, mas ele sabe que no mundo globalizado as besteiras que ele diz não têm valor. O que ele pretende é continuar a aparecer nas mídias mundiais como um presidente poderoso e sem medo das grandes nações. Isso é o que ele quer passar e consegue, o buzz gerado é bom e atende aos objetivos dele.

SAINDO DA FANTASIA

Como um país que vive praticamente da exploração e exportação de petróleo poderia sobreviver à base da troca?? Seria algo do tipo,”te dou 100 mil barris de petróleo e você me dá 200 mil sacas de arroz”… nonsense.

Leia mais deste post

%d blogueiros gostam disto: