Marketing pessoal CQC (custe o que custar)

Vou escrever sobre 2 cases recentes que me fizeram pensar sobre a manipulação e o mkt pessoal.

1. Hugo Chavez diz que o capitalismo deve ser combatido e que tudo deveria voltar a ser feito na base do ‘escambo’ ou da troca. Não é novidade alguma o presidente da Venezuela vir a público e atacar o ‘demônio’, mas ele sabe que no mundo globalizado as besteiras que ele diz não têm valor. O que ele pretende é continuar a aparecer nas mídias mundiais como um presidente poderoso e sem medo das grandes nações. Isso é o que ele quer passar e consegue, o buzz gerado é bom e atende aos objetivos dele.

SAINDO DA FANTASIA

Como um país que vive praticamente da exploração e exportação de petróleo poderia sobreviver à base da troca?? Seria algo do tipo,”te dou 100 mil barris de petróleo e você me dá 200 mil sacas de arroz”… nonsense.

Dentro do país, ficaria pior do que é. Afetaria a concorrência, a oferta e procura, etc. A real é que o dinheiro não deixa de ser uma ferramenta de troca. O sistema monetário foi criado para dar praticidade à vida de todas – não estou dizendo que as taxas e impostos são justas, no entanto. Imagine receber o salário em cesta-básica somente. Quantas caixas equivaleriam a um carro ou um apartamento?

Ao fazer tais discursos, ele acredita também estar se fortalecendo, mas em jogos políticos e de guerra, é conveniente para as superpotências que ele seja continue assim. Pois as atitudes dele se tornam previsíveis e controláveis. O que os verdadeiros ‘tubarões’ fazem? Deixam ele falar as bullshit e se ‘queimar’ cada vez mais porque no fim, as exportações e importações com o país continuarão e o cash vai entrar. É o que importa. Period.

Conclusão: Hugo Chávez consegue manipular boa parte da população e da mídia, mas quando a briga é entre ‘peixes grandes’, ele é o manipulado.

2. Sylvester Stallone diz que fazer um filme no Brasil fez com que a ‘violência gratuita’ fosse mais passível de acontecer e que, talvez, nós, brasileiros, pudéssemos até dar um macaco para ele e agradecer a visita.

Bom… Sylvester Stallone sempre foi um de meus heróis e ainda é. Ele é um dos maiores comediantes da história de Hollywood. Quem não morreu de rir ao ver uma pessoa sozinha vencer a Guerra do Vietnã? ou assistir Rocky e ouvir o: “Adriaaaa”? E aquela atuação clássica em “O Demolidor –Demolition man”?? Poderia citar 1000 que fizeram parte de minha infância.

INDO PARA O MUNDO REAL

Ele é um ignorante então? Apenas mais um, dentre os milhões, que não conhece o Brasil… Eu não acredito nisso! Ele até pode ser um ignorante, mas ele sabe que não está no auge da idade há tempos. Ele tem anseios e expectativas de que o novo filme seja um blockbuster, mas a questão que ele não poderia evitar de se perguntar foi: como evitar que o filme seja um fracasso?? Basta que as pessoas assistam ao filme. Óbvio! Mas aí vem a parte difícil, como promover um filme que não é promissor??

Coloca uma pitada de polêmica!

E foi o que ele fez. Ninguém em sã consciência ou que não estivesse com segundas intenções diria tal frase em um país onde é hóspede a troco de nada. O que aconteceu depois da frase???? Mágica!! Vi hoje no meu Twitter que o CALA BOCA SYLVESTER STALLONE estava em primeiro nos TT do Brasil. E a mídia gerada mundialmente?? Olha eu aqui blogando e, indiretamente, promovendo a imagem dele. Não vou nem mencionar que já vi artigos relacionados no Yahoo!, UOL e Folha de São Paulo.

Como eu disse no início do texto, isso é marketing pessoal CQC. Você calculadamente toma uma atitude que parece ser difamatória, polêmica e contra si próprio, mas a intenção de promover a imagem.

Conclusão: Funcionou! Que venha o filme…

Anúncios

Sobre Albert Takahashi
Brazilian-Japanese, gratuated in advertising, home-broker, traveler, experiencialist, blogger, tweeter guy, youtuber, digital influencer, living/studying French in Montréal currently, analysing the human behaviour and its interaction with the social media.

3 Responses to Marketing pessoal CQC (custe o que custar)

  1. Célia says:

    Bem lúcido o artigo, mas não entendi por que “CQC”??

  2. Célia says:

    ah! agora entendi

  3. hehe…é sigla para ‘Custe o que Custar’…. obrigado!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: